Paroquia

Paroquia

Novo aumento do combustível

PARENTE ANUNCIA NOVO AUMENTO DA GASOLINA


Do Brasil 147 - SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras elevará os preços do diesel em 0,80 por cento e os da gasolina em 1,34 por cento nas refinarias a partir de sábado, dia 19, informou a petroleira em comunicado no seu site nesta sexta-feira.

Com os reajustes, os preços dos combustíveis irão a novas máximas dentro da política em vigor desde julho, a 2,3488 reais o litro de diesel e 2,0680 reais o litro de gasolina.

Fonte Brasil 247

Educação escolar no currículo escolar


Educação alimentar passará a fazer parte do currículo escolar
Por Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil Brasília
Da Agencia Brasil - Educação alimentar e nutricional passará a integrar os currículos das escolas públicas e privadas de todo o país, de acordo com nova lei publicada nessa quinta-feira (17) no Diário Oficial da União. O prazo para que isso seja feito é 180 dias, ou seja, até meados de novembro. 

A lei inclui educação alimentar e nutricional entre os temas transversais que terão que ser abordados tanto no ensino fundamental quanto no médio. Não haverá portanto uma disciplina específica, o tema será debatido durante outras aulas, como as de ciências e biologia.

O projeto que deu origem à lei é de autoria do deputado Lobbe Neto (PSDB-SP). A intenção, segundo a justificativa apresentada pelo parlamentar no texto do projeto, é reduzir a obesidade infantil, além de assegurar informações sobre alimentação saudável aos cidadãos desde novos.

A nova lei altera a chamada Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Desde 2014, as escolas já devem trabalhar conteúdos relativos aos direitos humanos e à prevenção de todas as formas de violência contra a criança e o adolescente, também como temas transversais.

A LDB estabelece ainda que haja produção e distribuição de material didático adequado para se trabalhar nas escolas esses temas transversais.


Moto para Agricultor familiar


Agricultor familiar terá crédito especial na compra de motocicleta


Por Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil  São Paulo
Da Agência Brasil - Produtores da agricultura familiar terão facilidade de financiamento na compra de motocicletas a partir de 1º de julho. Acordo de cooperação técnica para o crédito foi assinado hoje (17), em São Paulo, entre o governo federal e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e similares (Abraciclo).

Atualmente, quadriciclos, motores de popa e motores estacionários usados para transportar geradores de energia e moagem já são adquiridos pelo produtor rural por meio de linha de crédito especial.

Segundo Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, o uso mais comum da motocicleta, na lavoura, é na substituição da tração animal. Elas são usadas em aragem, inspeção, pulverização, transporte de rações, água, sementes e distribuição de adubo. E os quadriciclos têm papel importante no apoio ao transporte de máquinas agrícolas para pulverização ou no carregamento da colheita e semeadura, com a vantagem de ter alta capacidade de tração.

O secretário especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, Jefferson Coriteac, informou que a linha de crédito para motocicletas ficará em vigor até o dia 31 de dezembro de 2021. Segundo Coriteac, o governo tomou cuidado para que não ocorram desvios da finalidade no uso das motos. “São motos adaptadas para o manuseio na área rural, tocar o gado, fazer outras atividades", disse, citando a substituição da tração animal.

De acordo com o secretário, outra finalidade do programa é combater o êxodo rural. “Queremos que o jovem do campo fique no campo. Que seus filhos criem seus filhos, seus netos e que a vida continue no campo”, disse ele.
Financiamento

O crédito para a compra de motocicletas será disponibilizado pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Mais Alimentos), linha do Banco do Brasil. O financiamento tem prazo de até 10 anos, carência de três anos e taxas de juros que variam de 2,5% a 5,5% ao ano. O secretário especial calcula que aproximadamente 4 milhões de famílias estejam cadastradas do Pronaf.

O montante da linha de crédito será anunciado apenas no lançamento do Plano Safra, no dia 6 de junho. “Manter os R$ 30 bilhões [valor do ano passado], para nós, já é de grande importância. O Ministério da Fazenda, com o problema e a crise pela qual o país passou no ano passado, tinha intenção de reduzir esse valor. Nós estamos brigando para que mantenha. A Fazenda nos garantiu que não vai faltar dinheiro para o Plano Safra”, afirmou Coriteac.

Fonte/Agência Brasil

Dia das Mães


Feliz Dia das mães


Hoje é comemorado o dia das mães, o dia daquela heroína que superou as dores e sofrimentos do parto, que apesar das canseiras, trabalhos e dores, sorriem e riem felizes com os filhos no colo ou ao seu redor, as que choram, a perda de seus filhos para a morte, ou os veem perder-se nos perigos da sociedade violenta e desumana de nossos dias.

A você mãe que dedicamos este dia de hoje por ter deixado para traz tantos sonhos e hoje sofrem angustias por esta isoladas ou esquecidas numa casa ou quarto onde os filhos nem mais visitam, nem procuram saber como vai, nem mesmo pelo telefone.

À todas as mães, sem exceção um beijo e um abraço cheio de ternura e reconhecimento, mesmo que ninguém lembre deste dia, nem mesmo venha lhe dizer pelo celular ou WhatsApp feliz dia das mães.

Feliz dia das mães, para as mães jovens, idosas, sem distinção de religião ou cor ou condição financeira.

O Portal de Fortuna, deseja a todas as mães 
um Feliz dia das Mães       

Criação da Guarda Civil Municipal


Projeto de Criação da Guarda Civil Municipal de Fortuna


De autoria do Vereador Luis Fernandes Leite tramita na Câmara Municipal de Fortuna o Projeto de Lei Complementar nº 002/2018 que cria a Guarda Municipal Civil de Fortuna.

A Guarda Municipal Civil terá várias funções como: proteger o patrimônio público dos vândalos, proteger o patrimônio ecológico, histórico, cultural, arquitetônico e ambiental do município.    


Click aqui e leia o conteúdo da Lei 

Projeto de vôlei e futsal do Rio de Janeiro


Projeto de vôlei e futsal do Centro de Ensino Estado Rio de Janeiro


Neste domingo (13) será iniciado a preparação de atletas para as modalidades vôlei masculino e futsal feminino na quadra esportiva do Centro de Ensino Estado Rio de Janeiro, as apresentações dos materiais e orientações terão início às 6:30 da manhã.

O professor Mariano será o responsável pela preparação das equipes que vão ser formadas com alunos da referida escola, ele vem contando com o apoio do diretor Sandrey e Adriana pela prefeitura. Abaixo material que vai ser utilizado na preparação dos jogadores.


Professores não tem formação adequada


Quatro em cada 10 professores não têm formação adequada, diz ministro
Por Débora Brito – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Da Agencia Brasil - Quatro em cada 10 professores que estão em sala de aula hoje no Brasil não têm a formação adequada para lecionar. A informação foi dada nesta quarta-feira (9) pelo ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, em apresentação na comissão temática da Câmara dos Deputados.Segundo o ministro, em algumas disciplinas, como física e filosofia, o percentual de professores de ensino médio que têm título acadêmico para dar aula gira em torno apenas de 30%.

Rossieli apresentou aos parlamentares um panorama da educação brasileira com alguns dados do Censo Escolar e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) que revelam vários desafios para a qualificação do ensino no Brasil.

“Quando a gente olha no 6º ou 9º ano e no ensino médio, em biologia, nós temos 78% dos professores com formação adequada. Mas, quando olhamos a física no Brasil, temos 32% apenas dos professores de física que estão lecionando em sala de aula. [Em] filosofia, 31% dos professores têm formação adequada; sociologia e arte são desafios, mas a gente pode olhar língua estrangeira, matemática, metade dos professores tem formação adequada”, disse o ministro.

Em algumas disciplinas, como física e sociologia, apenas 30% dos professores têm formação adequada, diz o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva (Arquivo/Agência Brasil)

Além da formação de professores, o ministro destacou o elevado índice de analfabetismo entre os estudantes do ensino fundamental e médio. Segundo Rossieli, o desempenho de parcela significativa dos alunos de 5º e 9º anos do ensino fundamental, e do 3º ano do ensino médio é considerado insuficiente, de acordo com os níveis da escala do Sistema de Avaliação da Educação bBsica (Saeb).

Em língua portuguesa, por exemplo, 300 mil alunos, ou 15% dos jovens do quinto ano estão nos níveis 0 e 1. Quando se considera o 9º ano, são 580 mil jovens em língua portuguesa e 560 em matemática que apresentam níveis insuficientes de proficiência.

“Quando falamos de nível 0, é um jovem que não está alfabetizado e está lá no nono ano do ensino fundamental. No ensino médio, [são] 800 mil jovens, 40% estão em língua portuguesa no nível 0 ou no nível 1 na escala do Saeb. Matemática: 900 mil jovens. Então, é um desafio do qual 25% desistem no 1º ano do ensino fundamental. Se já é um desafio concluir o ensino médio, é um desafio muito maior concluir o ensino médio no nível adequado”, afirmou Rossieli.

O ministro disse ainda que, na taxa de insucesso, reprovação e abandono escolar, a defasagem chega a 28% dos alunos do ensino médio, com o abandono de mais de 790 mil jovens ainda no primeiro ano desta etapa do ensino. “Estes jovens estão largando, abandonando o ensino médio porque aquilo não está dando perspectiva de futuro para ele. É algo desafiador que o Brasil precisa enfrentar com muita energia”, completou Rossieli.

“O ensino médio não tem dado resposta aos jovens brasileiros”, enfatizou o ministro. Para ele, a situação deve ser enfrentada por uma conjunção de fatores. Entre as medidas adotadas pelo governo, Rossieli destacou as mudanças estruturais no Programa Nacional do Livro Didático e a aplicação da Base Nacional Comum Curricular, como o primeiro referencial para a construção dos currículos do ensino básico.

Rossieli citou ainda os programas Mais Alfabetização, que dá suporte ao professor em sala de aula, e Residência Pedagógica, mestrados profissionais e cursos de especialização para incentivar a formação continuada de professores, além da melhora de acesso de jovens e adultos ao ensino e ações para educação escolar indígena.


Enem gratuidade para estudante de escola publica

Gratuidade no Enem será automática para estudante de escola pública


Por Sabrina Craide – Repórter da Agência Brasil Brasília



Da Agência Brasil - Os estudantes da última série do ensino médio de escolas da rede pública terão gratuidade automática ao se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, mesmo os que não tiverem solicitado a isenção de pagamento da taxa de inscrição. O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decidiram excepcionalmente assegurar a gratuidade para esses candidatos, por causa da mudança de formato do pedido de isenção, que começou a ser adotada neste ano.



Para esses participantes, não será gerada uma Guia de Recolhimento da União. A guia será paga apenas pelos candidatos que tiveram a solicitação de isenção da taxa reprovada pelo Inep e pelos que não tinham direito à isenção e estão acessando o sistema pela primeira vez.

Até o ano passado, o pedido de isenção da taxa de inscrição no Enem era feito junto com a inscrição, mas a partir deste ano quem tem direito à gratuidade teve que fazer a solicitação no mês passado. O período de inscrições começou na última segunda-feira (7) e vai até as 23h59 do dia 18 de maio.

Todos os interessados em fazer o exame devem se inscrever, mesmo os que já conseguiram a isenção. O prazo para pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 82, termina em 23 de maio. As provas estão marcadas para 4 e 11 de novembro.
Inscrições
Até as 10h de hoje (9) mais de 2,15 milhões de pessoas já tinham feito a inscrição no Enem. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, na Página do Participante, disponível no portal do Inep.

Para fazer a inscrição, o participante deve apresentar o número do CPF e o documento de identidade e criar uma senha. O número de inscrição gerado e a senha cadastrada deverão ser anotados em local seguro, pois serão solicitados para o acompanhamento da situação da inscrição na Página do Participante. Esses dados também serão usados para consulta do Cartão de Confirmação da inscrição e para a obtenção dos dados individuais dos candidatos.

Na hora da inscrição, o candidato deverá informar um endereço de e-mail válido e um número de telefone fixo ou celular, que serão usados para enviar informações sobre o exame. Também deve ser indicado o município onde o candidato quer realizar o exame e o idioma em que quer fazer a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol).


Tempo médio para aumento 9'36"

PREFEITURA